A evolução da tecnologia na usinagem

A evolução da tecnologia na usinagem

A usinagem é uma forma de fabricação utilizada para criar objetos de metal. Durante este processo, os trabalhadores cortam materiais para alterar a aparência e forma de um produto, conforme requisito previamente estabelecido. A usinagem serve como uma alternativa a outras formas de processos de produção, incluindo a moldagem e a fundição. São um dos métodos mais eficazes de se criar peças muito finas, objetos com muitos detalhes, e que não são muitas vezes possíveis por meio de técnicas de fundição e moldagem. Ela pode ser utilizada para fazer tudo, desde parafusos de aço para peças de metal, bem como objetos maiores, como ferramentas manuais e componentes automotivos.

A evolução da tecnologia na usinagem

Há diversos tipos de serviços de usinagem, que são aplicados conforme a demanda do cliente. Alguns deles podem ser vistos a seguir.

Torneamento: O torneamento é um dos processos mais conhecidos, e é feito com a moldagem da matéria-prima, tanto no formato cilíndrico quanto no cônico.

Aplainamento: Neste processo, são desenvolvidas superfícies planas, graças ao uso de um maquinário que faz cortes em movimento de translação.

Fresamento: Fresamento é um dos processos mais elaborados, de modo que a ferramenta de corte utilizada atua com um movimento circular, empurrando o item ao mesmo tempo em que gira, formando uma peça curva ou plana.

Furação:A furação é outro processo comum da usinagem, onde uma broca de dois gumes é utilizada para obter uma cavidade cilíndrica. Ele também pode ser feito com o objetivo de alargar essa cavidade, possibilitando o aumento do diâmetro de um furo. 

Brochamento: Com o uso de uma ferramenta multicorte, o brochamento atua em movimento de translação, porém com a peça parada, para que o formato desse tipo de serviço seja conferido à uma peça. 

A evolução da tecnologia na usinagem

Nas últimas décadas, o surgimento de novas tecnologias causou uma verdadeira revolução no desenvolvimento dos projetos de máquinas-ferramenta. Com o passar dos anos, estes equipamentos, que antes limitavam-se em ser uma solução puramente mecânica para o arranque de cavacos, receberam controles digitais e componentes com alta tecnologia embarcada, e hoje fazem parte de células inteligentes de manufatura, comunicando-se com outros periféricos, como sistemas de carga e descarga automática de peças, tornando-se verdadeiros centros de operações.

A partir da década de 60, computadores foram introduzidos nas máquinas-ferramenta, fato este que permitiu o desenvolvimento de equipamentos mais modernos. O advento do CNC fez com que as máquinas conseguissem repetir com maior precisão uma sequência de movimentos, o que aumentou a qualidade dos produtos, diminui o retrabalho e o desperdício e tornou as linhas de produção mais rápidas e flexíveis.

A evolução da tecnologia na usinagem

Graças à alta capacidade dos processadores e à evolução do código e da linguagem de máquina, hoje os CNCs processam programas muito mais rapidamente. Acompanhando o desenvolvimento da informática, a necessidade de conectividade e a tendência por uma interatividade cada vez maior com o usuário, novas funcionalidades também surgiram para facilitar a operação e proporcionar uma experiência homem-máquina cada vez mais amigável.

Com isso, o processo ocorre de modo assertivo, e pode ser fundamental para o sucesso das empresas de usinagem, tornando-as mais competitivas e potencializando a execução dos seus processos internos. 

O cenário das inovações tecnológicas é de grande importância para o setor, e garante uma série de benefícios para as usinas, mostrando o quanto esse investimento pode ser necessário para essas empresas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.