Aplicando os controles financeiros

Aplicando os controles financeiros
Aplicando os controles financeiros

Os controles financeiros são ferramentas e processos úteis indispensáveis para o planejamento e a estruturação financeira do negócio.  Fazer esse acompanhamento é fundamental para o dia a dia da empresa. Pode-se dizer que as informações geradas com esses controles representam o primeiro estágio para a gestão do capital de giro da sua empresa.

Podemos dizer que o controle financeiro empresarial é importante porque dá o alcance real da renda de um negócio e permite que as principais metas sejam alcançadas com presteza.

Para isso, diversos processo são estruturados para acompanhar e orientar a correta execução do planejamento financeiro. Desta forma, os gestores são capazes de visualizar onde a empresa está e para onde está indo, criando uma base de crescimento financeiro sólido e saudável. 

Aplicando os controles financeiros

Se você não tem controle nenhum sobre as finanças, vale começar pelo básico: com caneta e papel na mão, anote todo tipo de receita e despesa relacionada ao negócio, iniciando pela mais básica. Mesmo que você pense que um determinado gasto seja irrisório quando analisado individualmente, vai se surpreender com o volume final no fim do mês e quanto representa esse valor que antes nem entrava na conta.

Planilhas de controle financeiro são um bom começo para não se perder no acompanhamento do fluxo de caixa, nas vendas e movimentações internas de mercadorias. Ainda assim, por depender de um preenchimento manual, o sistema de planilhas está sujeito ao erro humano.

Um jeito mais fácil de monitorar receitas e despesas está na adoção de um sistema integrado de gestão. Atualmente, há no mercado soluções que permitem o acesso via dispositivos móveis, pois tudo funciona de forma online, com armazenamento das informações na nuvem. 

Aplicando os controles financeiros

As empresas que utilizam a tecnologia são, comprovadamente, as que mais percebem melhorias em seus processos internos. De acordo com um estudo do Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (CETIC), para 74% das empresas que utilizam softwares, as informações para municiar decisões passaram a ser mais bem aproveitadas graças à tecnologia.

Outra vantagem que investimentos em tecnologia possibilitam é a liberação de mão de obra para tarefas mais estratégicas. Com o apoio de ferramentas de automação, gestão de banco de dados e de intermediação de pagamentos, tarefas que antes consumiam precioso tempo parecem desaparecer.

Com tanta tecnologia à disposição, só fica preso à era do papel quem quiser. As ferramentas devem ser consideradas como investimentos. Uma vez que podem desafogar setores inteiros de tarefas que só serviam para consumir o recurso mais valioso de todos: o tempo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *