Como analisar os fundos imobiliários para investir?

Como analisar os fundos imobiliários para investir?

Os fundos imobiliários permanecem um mistério para muitos investidores brasileiros. Em comparação com outros investimentos em ações, a liquidez ainda é baixa, mas os melhores fundos tendem a trazer retornos consideráveis ​​ano após ano.Além disso, para pessoas físicas, a vantagem de pagar regularmente aluguel livre de IR e impostos também é óbvia.

Com as mudanças na taxa de poupança, o baixo nível da Selic e a grande incerteza na Bolsa, os fundos imobiliários tornaram-se uma alternativa para quem quer buscar mais rentabilidade em ações sem investir diretamente em imóveis.

Bem, antes de mais nada, para saber como analisar um fundo imobiliário, é preciso construir seu próprio método. Sua carteira de investimentos FII e carteira de investimentos em ações devem ser consistentes com suas informações pessoais e metas de investimento.

Além da análise qualitativa envolvendo fatores de mercado externo e especulação, os investidores também devem considerar os indicadores quantitativos do fundo.

Como analisar os fundos imobiliários para investir?

Abaixo, listamos algumas etapas para você descobrir como analisar fundos imobiliários:

Conheça a gestão de fundos:

Um levantamento da empresa que administra o fundo e seu histórico ajuda a traçar a experiência das equipes envolvidas na gestão. Visite o site do fundo e busque mais informações.

Além de ficar atento ao relatório e aos fatos relacionados, também é necessário saber se o fundo está fazendo novas aquisições ou emitindo novas ações para entender seus objetivos futuros. Além disso, compreenda as taxas cobradas pelas agências de gestão de fundos.

Valor Patrimonial do fundo:

O valor contábil representa o custo estimado dos ativos que compõem o patrimônio líquido total do FII. Além disso, não deve ser confundido com valor de mercado, que é a soma das ações negociadas.

O preço de transação de alguns fundos imobiliários é inferior ao seu valor contábil. Em outras palavras, o valor dos imóveis pertencentes à sua carteira muitas vezes ultrapassa a soma das participações de mercado.

Por exemplo, o valor do patrimônio líquido do FII pode ser 100 milhões de reais e o valor de mercado pode ser 80 milhões de reais. Nesse caso, se houver liquidação, os cotistas poderão receber um valor igual ao valor contábil de cada ação.

Taxas:

Você não pode escolher um fundo imobiliário sem conhecer os custos envolvidos na transação. Cada FII pode cobrar taxas diferentes com base em uma porcentagem, como taxas de administração.

Portanto, é importante verificá-los antes de investir e evitar que esses custos afetem sua receita.

Indicadores quantitativos na análise de fundos imobiliários:

Um lembrete importante sobre a análise de fundos imobiliários é verificar os indicadores quantitativos de desempenho. Eles devem ser analisados ​​em conjunto para evitar qualquer enviesamento no resumo do desempenho do fundo nos últimos meses.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.