Como funciona o processo de securitização

Como funciona o processo de securitização
Como funciona o processo de securitização

Securitizadora é a parte responsável por analisar se é possível viabilizar e estruturar uma operação de securitização. É ela que recebe os créditos do tomador e os disponibiliza no mercado para os investidores, por meio da emissão dos Certificados de Recebíveis Imobiliários e do Agrícolas (CRI e CRA), ou carregando no próprio balanço da securitizadora capitalizando o negócio com emissão de debêntures.

A securitização é um processo de proteção de uma dívida e garante ao credor o pagamento antecipado. Essa dívida é transformada em títulos, que são vendidos a investidores. São eles que, no momento de quitação, receberão o pagamento total.

Como funciona o processo de securitização

A securitização funciona com três elementos:

  • Cedente: o credor, ou seja, a empresa que tem contas a receber
  • Securitizadora: instituição financeira que é responsável em transformar essas contas a receber em títulos negociáveis no mercado de capitais
  • Investidor: que comprará essas dívidas em forma de títulos e assumirá os riscos em troca de rendimentos.

A securitizadora faz o agrupamento das dívidas contratuais e depois vende os direitos creditórios dessas aos investidores. Esse processo pode abranger qualquer tipo de ativo financeiro e promove liquidez no mercado.

Como funciona o processo de securitização

Ocorre da seguinte maneira:

  1. A empresa detentora dos títulos de créditos, também conhecida como o originador, reúne os dados sobre os ativos que gostaria de remover de seus balanços patrimoniais associados;
  2. Esses ativos são então agrupados por fatores, como o prazo de vencimento, o nível de risco, o valor do principal restante e outros;
  3. Este grupo reunido de ativos, agora considerado uma carteira de referência, é então vendido a um emissor;
  4. O emissor cria títulos negociáveis ​​que representam uma participação nos ativos associados à carteira, vendendo-os a investidores interessados ​​com uma taxa de retorno.
Como funciona o processo de securitização

A securitização fornece aos credores (empresas) um mecanismo para reduzir seu risco associado por meio da divisão da propriedade das obrigações de dívida. Os investidores efetivamente assumem a posição de credor ao comprar os títulos, o que permite que o credor crie capital de giro e transfira os riscos do seu balanço.

Os investidores ganham uma taxa de retorno com base nos pagamentos de capital e juros associados que estão sendo feitos pelos devedores incluídos em suas obrigações. Ao contrário de alguns outros veículos de investimento, estes são apoiados por bens tangíveis.

Além disso, à medida que o originador move a dívida para a carteira securitizada, isso reduz o valor do passivo mantido em seu balanço patrimonial. Com responsabilidade reduzida, eles podem subscrever empréstimos adicionais.

Se um devedor cessar os pagamentos de seu ativo, ele poderá ser confiscado e liquidado para compensar aqueles que detêm participação na dívida.  Como outros investimentos, quanto maior o risco, maior a taxa potencial de retorno.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.