Conheça o processo de Securitização

Conheça o processo de Securitização

Securitização é um processo de captação de recursos que financia empreendimentos e projetos por meio da venda de títulos para investidores.

Conheça o processo de Securitização

COMO FUNCIONA A SECURITIZAÇÃO:

Cedente: É quem vai transferir o ativo em questão para à instituição securitizadora.

Securitizadora: É a instituição que age como intermediário e realiza toda a operação. É ela que compra os ativos dos cedentes e os reúne como lastro para criar o título securitizado.

A securitização fornece aos credores (empresas) um mecanismo para reduzir seu risco associado por meio da divisão da propriedade das obrigações de dívida.

Investidor: É a parte que compra os títulos securitizados no mercado, atraído pela possibilidade de ganhar dinheiro com direitos creditórios contidos dentro dele.

Os investidores ganham uma taxa de retorno com base nos pagamentos de capital e juros associados que estão sendo feitos pelos devedores incluídos em suas obrigações. Ao contrário de alguns outros veículos de investimento, estes são apoiados por bens tangíveis.

TIPOS DE SECURITIZAÇÃO:

No Brasil, apenas quatro modalidades de securitização são praticadas. São elas:

  • Créditos Financeiros, como duplicatas ou cheques;
  • Ativos Empresariais, como cheques, duplicatas, parcelamentos, contratos de empréstimo, aluguéis, crediários, vendas no cartão de crédito;
  • Créditos Imobiliários, como duplicatas, parcelamentos ou financiamentos;
  • Créditos de Agronegócio, como o CRA.
Conheça o processo de Securitização

COMO FUNCIONA A OPERAÇÃO DE SECURITIZADORA:

O processo de securitização cria liquidez para empresas ao permitir que investidores menores comprem seus recebíveis como títulos mobiliários. Ou seja, a securitizadora faz o agrupamento das dívidas contratuais e depois vende os direitos creditórios dessas aos investidores.

Originador: Todos os valores que teria a receber com duplicatas, cheques, vendas com crediários, com cartões de crédito, etc., são repassados para uma securitizadora, em troca de um valor imediato (e geralmente menor do que teria direito se esperasse) — em um processo de transformação dos seus ativos com liquidez futura em títulos mobiliários com liquidez imediata.

Intermediário: A instituição financeira ou securitizadora que compra essa dívida das empresas é conhecida como “Intermediária”. Por meio de uma operação no mercado de capitais, ela utiliza esses direitos creditórios como garantias para a emissão de títulos mobiliários.

Esses títulos são adquiridos por cidadãos comuns, ou por outras instituições financeiras, na forma de cotas. E é por meio dos valores acumulados com a venda dessas cotas (partes dos direitos creditórios que ela adquiriu da empresa) que a instituição intermediária restitui à empresa o valor combinado por esses direitos.

Investidor: Ele é, digamos, a outra ponta interessada no negócio. São eles que compram os títulos, na forma de cotas, e garantem à instituição financeira um montante suficiente para que ela pague à empresa o valor dos direitos creditórios que adquiriu, e invista o restante no mercado de capitais.

Uma parte da rentabilidade desses títulos negociados pela instituição intermediária no mercado de capitais deverá ser repassada para os clientes (investidor), de acordo com um contrato no qual deverão constar todas as condições da operação.

Conheça o processo de Securitização

QUAL O PAPEL DA SECURITIZADORA:

Securitizadora é a parte responsável por analisar se é possível viabilizar e estruturar uma operação de securitização. É ela que recebe os créditos do tomador e os disponibiliza no mercado para os investidores, por meio da emissão dos Certificados de Recebíveis Imobiliários e do Agrícolas (CRI e CRA).

Conheça o processo de Securitização

COMO UMA SECURITIZADORA GANHA DINHEIRO:

A companhia securitizadora realiza o pagamento da antecipação dos recebíveis à loja, transforma a quantia paga à empresa em títulos como debêntures, por exemplo, e os lança no mercado para a venda a investidores externos interessados. Quando o cliente efetuar enfim o pagamento, o dinheiro vai para a securitizadora que pagará uma parte ao investidor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.