Dicas de como evitar a falência da sua empresa

Dicas de como evitar a falência da sua empresa

Desenvolver a ideia de uma empresa tem alguma relação com matemática até certo ponto. Sem dúvida ela vai acabar precisando lidar com alguns números. Mas não é possível calcular com precisão o tempo de vida, o tempo para o êxito e se ela terá longa vida. Esses são alguns dos riscos que qualquer empresa corre. Isso mesmo quando ela só sai do papel depois de muita organização, considerável valor financeiro e profissionais qualificados. Aliás, a depender desses fatores – e mesmo quando eles vão bem – a ameaça da falência nunca deve ser tida como inexistente.

Só para exemplificar, esse risco sempre acompanha uma empresa. Melhor é aprender a conviver com ele e tirar alguns proveitos disso, para diminuir evitar as surpresas ruins.

Um segredo da gestão

Além da dedicação dos funcionários e do valor investido, é sempre preciso levar em conta que a empresa cresce em um terreno constantemente instável. Esta instabilidade pode ser encontrada não só na natureza e andamento do setor específico no mercado como um todo. Mas também nas idas e vindas do poder econômico dos clientes, por exemplo. Para não somar mais problemas a estes, é bom dar a devida atenção a outros:

Controlar as movimentações do caixa

Não é segredo e também não deve ser um mistério. Monitorando as entradas e saídas, desde os menores valores, é possível e mais fácil evitar ou prever gastos maiores. Analogamente, mantém especial atenção aos gastos fixos, na tentativa de evitar juros e multas. Saiba aqui como controlar e manter saudável a vida financeira do seu negócio.

Decisão dos preços

Aliás, essa é outra medida que merece cuidado. Não vale a pena estipular valores acima do mercado quando o produto não traz diferencial que justifique isso. Afinal, o segredo está na competitividade, desde os preços a qualidade dos produtos ou serviços.

Contar com a equipe

Contar com a contribuição dos funcionários e inseri-los é uma iniciativa que, além de inseri-los nos ideais da empresa, diminui a sobrecarga em uma ou outra pessoa. Além disso, permite que não haja excesso de atividades sob a responsabilidade de um funcionário específico, tornando-o sobrecarregado ou insubstituível em determinado trabalho.

De olho nas metas

Tenha o olhar voltado também para as metas (saiba como criá-las e alcançá-las).Isso para o percurso que a empresa tem feito, para as decisões que vêm sendo tomadas e os possíveis desdobramentos delas. Aliás, esse olhar apurado possibilita a compreensão das possíveis dificuldades que podem estacionar na empresa e trazer consigo o agravamento dos riscos de falência.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *