Dicas para fazer seleção de fornecedores

Dicas para fazer seleção de fornecedores

A seleção de fornecedores é um processo particular de cada empresa. Entretanto, é preciso que em seu negócio sejam definidos quais os critérios mais importantes para escolher um fornecedor.

Dicas para fazer seleção de fornecedores

Veja dicas para fazer seleção de fornecedores:

Qualidade: 

Verifique se o fornecedor está oferecendo o produto ou serviço com as especificações técnicas exigidas por leis ou regulamentações;

Confiança: 

Conheça bem o fornecedor, seu histórico, reputação, estabilidade e saúde financeira. Isso reduz os riscos de que ele deixe de entregar os pedidos e prejudique seu negócio;

Custos e flexibilidade:

O preço é sempre um critério importante. Afinal, influencia diretamente na sua competitividade, uma vez que impacta nos seus custos e, consequentemente, no seu preço final.

Mas o critério de preço é mais valioso quando avaliado considerando todos os custos indiretos. Um fornecedor geograficamente distante, por exemplo, costuma significar um frete mais alto. Do mesmo modo, a flexibilidade de negociação faz bastante diferença, especialmente nos momentos em que a empresa implanta novos projetos e produtos, que precisam ser testados no mercado antes de proporcionar lucros inclusive para o fornecedor.

Esteja próximo do fornecedor:

Sempre que possível, é interessante minimizar a distância entre o centro de distribuição do fornecedor da sua empresa. Se houver qualquer erro de planejamento ou uma demanda não prevista e você precisar de um retorno rápido, seu problema será muito menor se encontrar o parceiro na própria cidade ou próximo dela.

É claro que nem sempre isso é viável – basta lembrar que muitos negócios hoje importam da China. Caso o seu fornecedor esteja em outro estado ou país, mantenha uma opção mais próxima de você cadastrada. Ainda que tenha um custo mais alto que seu tradicional provedor, será essa alternativa que o salvará em uma situação emergencial.

Avalie a capacidade de fornecimento:

Ao mesmo tempo em que pouco adianta à sua empresa receber mercadorias com defeito, um fornecedor que oferece itens de qualidade, mas em volume aquém do necessário, também não resolverá sua demanda.

A capacidade de fornecimento deve ser avaliada não apenas em cenários normais. É preciso averiguar como o provedor está preparado para responder a períodos críticos, especialmente aqueles provocados por fatores externos, como motivados pelas oscilações do mercado.

Certifique-se dos prazos: 

Se o fornecedor não consegue atender aos seus prazos, fuja dele. A não ser que você esteja exigindo algo impossível de ser cumprido por qualquer empresa, o tempo de espera entre o pedido e o recebimento deve ser adequado para nada faltar no estoque, o que poderia comprometer tanto a produção em uma indústria, quanto às vendas no comércio ou a prestação de serviços.

Não dependa somente de um fornecedor:

Você quer ter um bom fornecedor e estabelecer um relacionamento de confiança. No entanto, por mais que ele seja confiável, imprevistos e problemas sempre podem ocorrer e as compras não devem focar 100% em apenas uma empresa fornecedora.

Ter um plano B evita problemas caso o fornecedor interrompa o contrato inesperadamente ou não consiga entregar o produto no prazo estipulado. A sua companhia tem o compromisso com seus próprios clientes, que também exigem que suas compras sejam entregues na data definida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *