FIDC, o que é e como funciona?

FIDC, o que é e como funciona?
FIDC, o que é e como funciona?

O QUE É O FIDC?

FIDC significa Fundo de Investimento em Direitos Creditórios. Ele funciona como um condomínio de investidores, que unem seus recursos em um investimento comum, com o mínimo de 50% aplicado em Direitos Creditórios.

FIDC, o que é e como funciona?

COMO FUNCIONA O FIDC:

De maneira bem simples, a FIDC funciona como uma união de diversos investidores que, com o mesmo objetivo, unem seus recursos em um investimento comum para todos. Para isso, é necessário que seja destinada uma parcela de, no mínimo, 50% do patrimônio líquido a aplicações em Direitos Creditórios.

Um ponto importante a ressaltar é que o FIDC, também conhecido como Fundo de Recebíveis, é um investimento de Renda Fixa. Dessa forma, o valor investido é baseado em uma taxa previamente acordada, assim o investidor saberá exatamente quanto receberá no fim da aplicação.

FIDC, o que é e como funciona?

VANTAGENS E DESVANTAGENS DO FIDC:

Vantagens:

  • É uma boa opção para diversificação dos investimentos.
  • Os FIDCs recebem classificação de risco por agências de rating, o que torna mais claro o nível de segurança do fundo.
  • Podem ser contratadas consultorias de crédito para avaliar os recebíveis antes que passem a compor os fundos, o que confere mais segurança ao investimento.
  • Rentabilidade bastante atrativa, muitas vezes superior a 120% do CDI.
  • Possibilidade de negociação no mercado secundário.
  • O controle do Fundo de Investimento de Direitos Creditórios envolve diversas instituições, o que torna a fiscalização maior, outro ponto que favorece a segurança.

Desvantagens:

  • O investimento é restrito a investidores qualificados e profissionais.
  • Não possui garantia do Fundo Garantidor de Crédito (FGC).
  • Valor mínimo é relativamente alto, a partir de R$ 25 mil. Este valor é definido pela própria regulamentação da CVM.
  • Baixa liquidez.
  • Risco maior que outros investimentos, por se tratar de aplicação em créditos.
  • Altas taxas de administração podem prejudicar a rentabilidade do investimento.
  • Tributação de Imposto de Renda na amortização ou resgate das cotas.
FIDC, o que é e como funciona?

COMO INVESTIR NO FIDC:

Se por um lado o FIDC é de acesso muito limitado, por outro, ele possui diversas modalidades que podem interessar aos investidores.

Por não estar disponível a qualquer pessoa, é necessário que o interessado prove ser um profissional da área para poder investir neste tipo de fundo.

É preciso estar classificado como investidor profissional ou deter uma certificação da CVM de registro de agente autônomo, analista, administrador de carteira ou consultor de valores mobiliários.

O investimento inicial parte de R$25 mil e a pessoa física ou jurídica precisa provar, por termo assinado, que possui mais de R$ 1 milhão aplicado em investimentos.

FIDC, o que é e como funciona?

RENTABILIDADE DO FIDC VALE A PENA:

Especialistas acreditam que o FIDC é um dos melhores entre os fundos de investimento de renda fixa. Em alguns casos é possível que a rentabilidade seja de até 120% do CDI (Certificado de Depósito Interbancário).

Além disso, a rentabilidade desse tipo de fundo também costuma superar a do Tesouro Direto, CDB ou LCI E LCA.

Ao optar por esse tipo de investimento, verifique qual tipo de taxa será aplicada em contrato, se a CDI, Taxa Selic, IGP-M ou IPCA. Analise se essas taxas estão em alta ou em baixa antes de fechar negócio. Avalie as melhores condições para conseguir ter a maior rentabilidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *