Food Service: como e por que definir metas?

Food Service: como e por que definir metas?

Saber onde se quer chegar é quase tão importante quanto saber como começar. Aqui, a palavra-chave é: o desafio das metas e como defini-las. No ramo de food service, especialmente, não é diferente. Sobretudo porque esse ramo empreendedor está constantemente passando por mudanças e porque ele sempre ganha mais empreendedores apostando aqui suas fichas.

Como e por que as metas para o ramo alimentício?

Com os ‘‘vais e vens’’ do mercado, e sua concorrência, é preciso saber o que esperar desse ramo de negócio e como lidar com as suas instabilidades. Uma forma de fazer isso é conhecer os recursos acessíveis para manter o empreendimento. Só para exemplificar: visitar, com frequência, os gastos e saldos, estar atento aos empreendimentos que, igualmente, vendem alimentos, e manter os olhos fixos nas metas. E, falando nelas, é preciso que elas existam e, mais que isso, que o gestor e sua equipe saiba estabelecê-las e se proponha a alcançá-las.

Planejar, questionar e testar

Afinal, qual é a ideia? Onde se quer chegar com a vende de food service, o que fazer para chegar ao objetivo e quem vai fazer o quê? É bom e importante ter em vista esses detalhes. É preciso que as respostas para essas perguntas sejam, realmente, condizentes com a realidade. Especialmente com a realidade do mercado de alimentos, sempre passando por modificações, a começar pela forma de consumo dos clientes. E não apenas isso, os resultados precisam ser tocáveis ou visíveis, como números.

E eis o segredo: os números. Estipule um teto para eles. Geralmente os valores gastos se aproximarão do máximo, e não do mínimo que deveria ser aplicado. Escolha ferramentas (planilhas, relatórios) que ajudem a acompanhar os gastos e a movimentação dos valores, por menores que sejam. Quando e quanto foi o gasto com ingredientes, com entregas, com os pratos quando já estavam prontos, por exemplo. A final de contas, as moedas e cédulas farão toda diferença. E como farão! Ao final de um mês, alimentados os relatórios ou planilhas, é preciso visitar as metas e saber se o que entrou e saiu realmente vai tornar possível o alcance das metas.

Como escolher as metas mais acertadas e saber se estão dando resultados no food service?

Food Service: como e por que definir metas?
O ramo de food service deve se reinventar a partir de cada resultado. Como oferecer pratos saborosos, de acordo com o gosto e desejo dos clientes, e rápido? A resposta dessas perguntas está no ”como e por que definir metas?”

Qualquer esforço sempre precisa gerar resultados, por menores que sejam. E o que vai garantir isso é a eficácia e relevância dos objetivos e se eles realmente tem o potencial de alavancar seu negócio. A forma mais prática de monitorar isso é acompanhar a aplicação dos esforços, na otimização da produção e entrega dos alimentos, e o quanto eles influenciaram no valores recebidos, o que vai dar a possibilidade de mensurar a aceitação do empreendimento por parte dos clientes.

Assim como os pratos – quando se fala de ramo alimentício – as metas também possuem um prazo de validade. E é preciso deter-se a elas. Metas não devem durar todo o tempo de vida de uma empresa, elas precisam ser renovadas ou melhoradas a medida em que vão sendo alcançadas e tornam-se facilmente atingíveis, ou quando o perfil do negócio não é condizente com as que foram pensadas. Meta é sinônimo de desafio. E é bom ainda levar em conta os desafios dos tempos atuais e as idas e vindas desse ramo de mercado em 2021.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *