O que são juros futuros?

O que são juros futuros?

O que são os juros futuros?

Juros futuros são contratos feitos entre duas partes sobre a expectativa de taxa de juros entre o dia da negociação e uma data futura. Esse acordo, também conhecido como contrato de DI Futuro, representa a estimativa do mercado para o valor dos juros nas operações de DI (Depósito Interfinanceiro) em algum momento no futuro.

Além do Tesouro Direto as oscilações de juros futuros afeta a todos os participantes do mercado

Por isso é muito importante estar atento ao mercado.

O que são juros futuros?

Para que serve:

Além de balizar os juros para diferentes prazos, as taxas futuras representam uma espécie de “seguro” para corrigir eventuais erros ou indenizar as perdas consequentes de equívocos nas projeções de estimativas do que acontecerá daqui algum tempo com o custo do dinheiro dos juros.

O que são juros futuros?

Tipos de contratos baseados em Juros Futuros:

Contrato futuro prefixado: Primeiramente, essa situação ocorre onde se tem uma dívida com juros pós-fixados (variável) e a estimativa é de juros maiores no futuro.

Portanto, o investidor vende um contrato futuro prefixado, com a taxa atual, se protegendo contra a alta.

Contrato futuro pós-fixado: Por outro lado, essa situação ocorre onde se tem uma dívida com juros prefixados (determinado antecipadamente) e a estimativa é de juros menores no futuro.

Dessa forma, o investidor compra um contrato futuro pós-fixado, com a taxa do dia do vencimento, pagando assim juros mais baixos.

O que são juros futuros?

Como funcionam os juros futuros?

Não é só com contratos de mercadorias que o mercado futuro trabalha. Existem também os contratos de derivativos financeiros, como dólar, índices de ações, como o Ibovespa, e taxas de juros, como os futuros do DI, ou Depósito Interfinanceiro.

Estes depósitos interfinanceiros são, de forma simplificada, semelhantes ao conceito de CDBs, porém são realizados somente dentro do âmbito de instituições financeiras. Ou seja, um banco empresta dinheiro para outro e é remunerado por isso. Quando estes “empréstimos” são de apenas um dia, eles são remunerados pelo CDI de um dia, que é fortemente influenciado pelo patamar da Selic meta, taxa básica da economia, que é determinada pelo Banco Central.

Deste modo, quando falamos de negociação de juros futuros na BM&F, o instrumento mais transacionado é o contrato futuro do DI de um dia. Como existe uma estreita relação entre o CDI de um dia e a Selic, ao negociar um patamar futuro de DI de um dia, o mercado está indicando qual sua projeção para a Selic no vencimento deste contrato.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.