Vantagens da securitização para empresas e investidores

Vantagens da securitização para empresas e investidores
Vantagens da securitização para empresas e investidores

Securitização (ou securitization, em inglês) é a transformação de fluxos de recebimentos em securities; ou seja, ativos que podem ser negociados no mercado de capitais.

No Brasil, a securitização se desenvolveu de uma forma diferente do mercado internacional. Dito isso, vale a pena explorar um pouco mais as particularidades de cada um desses formatos.

As operações de securitização oferecem vantagens evidentes para as empresas que optam por fazer a cessão dos seus direitos. Isso porque os riscos referentes a possíveis perdas financeiras com os títulos resultantes da aquisição dos direitos creditórios são arcados pelas instituições financeiras e, principalmente, pelos investidores.

No mercado local, a operação em si não possui um único padrão visto que a sua principal característica é atender as necessidades do projeto financiado, de forma que também seja interessante ao investidor.

Assim, ela é diferente do financiamento bancário. Ao invés de se ater à política de crédito definida pela instituição financeira, a securitização é estruturada para que o fluxo de recebíveis pague pelo próprio projeto, evitando o descasamento de pagamentos que muitas vezes impedem a sua conclusão.

Vantagens da securitização para empresas e investidores

Veja as vantagens da securitização para empresas e investidores:

  • A operação de emissão de títulos negociáveis representativos de créditos detidos por uma instituição financeira, cuja propriedade é assim transferida para os adquirentes dos títulos, somente respondem a necessidade de retirar o valor de seu investimento, conforme contratado.
  • Os compradores e investidores assumem o risco de perda da aquisição de seus títulos, portanto, se os títulos adquiridos não forem saudáveis, ou seja, com pouca condição para gerar fluxo de caixa para remunerar seu investidor, o investidor assumirá esta perda financeira. Podemos afirmar ser uma vantagem para o cedente.
  • Classificação de risco baseada em estudos e em análises sobre a qualidade do ativo do investimento, que será realizado por agência especializada.
  • Permite gerir o balanço, controlando sua inflação se for considerada excessiva. De fato, através do reembolso da carteira de crédito, um cedente libera fundos, e pode aumentar a sua atividade ou gerar novos ativos, mantendo o seu balanço num nível controlado, para os ativos saírem de seu balanço.
  • O mutuário tem a possibilidade de ver sua hipoteca negociada dentro de todo o mercado financeiro.
  • A transformação de títulos não líquidos em títulos líquidos, sendo possível sua aquisição por vários investidores nominativamente, como também a capacidade de distribuição destes títulos dentro de um vasto mercado.
  • Os compradores e investidores têm a possibilidade de transferir suas ações a qualquer tempo, possibilitando realizar seus ganhos de capital quando desejarem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *